Crônica - Essa música nunca sairá da minha memória.


Florianópolis, 14 de abril de 2025
Querido Diário,
Eu admito, a pior coisa do mundo é acordar cedo. Não tenha algo que eu mais odeie do que isso. Mas por incrível que pareça, acho que aquele foi um dos únicos dias na minha vida que eu acordei cedo... feliz. Mal dava pra acreditar que aquele era o dia em que eu iria realizar o meu grande sonho: "viajar a Paris", a incrível cidade luz, a cidade da Torre Eiffel...
Resolvi que naquele dia iria acordar bem cedo, para não chegar no aeroporto atrasada. Para já ir entrando no clima, resolvi que iria comer no café da manhã alguns macorons, que vendiam na padaria da esquina, e resolvi que iria com uma blusa branca com listras pretas e também uma boina para o aeroporto. Resolvi também, levar um casaco bem quente, afinal, os aviões costumam serem bem frios...
Não dava para acreditar que em menos de algumas horinhas eu já estaria em Paris. Pior: em alguns dias eu iria participar de um concerto de violoncelo! Meu sonho de criança estava se realizando!

Paris, 17 de abril de 2025
Querido Diário,
Uma das melhores coisas para um músico, é emocionar os outros com a sua música. Quem diria que eu iria conseguir fazer isso! Foi sem dúvidas o melhor dia da minha vida. Ver aquelas pessoas, e também algumas crianças no Ópera de Paris assistindo ao espetáculo onde eu toquei violoncelo com uma orquestra (de Paris! Eu era a única brasileira!!).
No final do concerto, veio uma menina, de mais ou menos 7 anos, me abraçar. Fiquei surpresa, ao ver aquela menina chorando, e muito emocionada. Então eu perguntei pra ela o porque do choro, e ela me respondeu: "Quando eu crescer, quero ser igual à você, quero tocar assim! E claro, emocionar as pessoas, da mesma maneira que você faz, com a música!". Respondi à ela: "Pois um dia você irá conseguir! Basta acreditar em seus sonhos, que um dia você consegue! Se esforce bastante, estude, treine, escreva suas próprias músicas... Ah, não precisa esperar muito tempo para emocionar as pessoas somente com música. Você acabou de me emocionar com o seu jeitinho de ser!". É... parece que esse dia nunca sairá da minha memória.


E aí?! Gostaram da crônica?! Me contem nos comentários :)